segunda-feira, 31 de março de 2008

Nampula vista de uma das torres da Catedral

Subindo a uma das torres da Catedral (a do relógio) tirei várias fotografias que agora vou mostrar. Vou descrever uma volta completa, tentando que cada foto mostre (...nem sempre é possível!...) um ponto de referência da foto anterior, começando por mostrar o jardim em frente à Catedral e o edifício, ao fundo, onde funcionavam/funcionam diversas repartições públicas.Rodando para a esquerda......fazendo zoom, algumas das serras que caracterizam Nampula (estas ficam junto à represa)......continuando a rodar......os colégios...
...continuando, vê-se ao longe a Academia Militar...
...fazendo zoom no centro a Mesquita e o Hotel Milénio......a Cabeça do Preto ao longe...
...o zoom "põe-na" bastante mais próxima (ainda esperei um bom bocado para ver se a nuvem "na testa" passava,... esperei em vão, nem uma aragem corria)...
...que torre de igreja está no centro da foto?...quase a ver-se o centro...
...a outra torre e a Serra da Mesa a "espreitar" novamente!...
No canto inferior esquerdo o antigo Pestana, mais ou menos ao centro a Zuid (com umas cores bem fortes!), mais à direita o edifício onde funcionou a Casa Dias e, mais abaixo, não se vendo, o Bagdade.
Quase a acabar a volta, o edifício Girassol, as traseiras do JFSantos, o posto de saúde...
...termino com uma foto idêntica à primeira deste post - o jardim e as repartições públicas.

Ir para o Índice .

A Catedral de Nampula

Situada no centro da cidade e no ponto mais alto desta, fica a Catedral de Nampula - Catedral de Nossa Senhora de Fátima - cujo projecto é do arquitecto Raul Lino. A respeito desta Catedral copiei da "Comunidade de Nampula" o texto de um guião que acompanhou uma exposição de templos dedicados a N. Sra. de Fátima:

Catedral de Nossa Senhora de Fátima
Mãe da Paz
Local: Nampula
Diocese: Nampula
Foi a primeira Catedral do mundo dedicada a Nossa Senhora de Fátima. Foi sagrada no dia 23 de Agosto de 1956, pelo Cardeal D. Teodósio Clemente de Gouveia. Em 1984 quando a guerra atingiu a província de Nampula, onde a violência era intolerável, iniciou-se na Catedral, às sextas-feiras, a celebração da paz. Nessa mesma altura foi feito um voto no sentido de acrescentar ao título da Catedral de Nossa Senhora de Fátima a invocação "Mãe da Paz". Mais tarde, em 1992 assinado o Acordo Geral da Paz, tal como o prometido, passou a denominar-se Catedral de Nossa Senhora de Fátima, Mãe da Paz, em 7 de Julho de 1993.


Subindo a avenida que passa em frente à Catedral, uma primeira foto da Catedral.Esta é a vista actual que se tem ao entrar pela nave central. "Desapareceram" os candeeiros, os púlpitos e sei lá mais o quê...
...mas por volta de 1965 era assim... (postal da época)
...aspecto que se mantinha em 1972...
...de costas para o altar, uma foto para a entrada principal.
Vista para o altar"Grande plano" do quadro central Ao centro, à frente desta pintura (que na altura não existia, havia um imenso cortinado azul...) ficava esta imagem da padroeira (estou a falar dos anos 60! ver postal postado mais acima)......que agora está colocada, à direita, num altar lateral.
Vista para o lado esquerdo, com a pia baptismal em primeiro plano...
O quadro que se vê à esquerda na foto anteriorSubindo a uma das torres tem-se esta vista para a cúpula central......e esta para a outra torre......por aqui se vai mais acima, à cúpula da torre!
Pormenor dum dos sinos, com indicação da data do seu fabrico - 1956.
Nesta subida à torre, um "objecto" que poucos conhecem... o mecanismo que acciona o relógio e faz os sinos tocar de 15 em 15 minutos... há mais de 50 anos!Antes de terminar, três fotos de outros tantos magníficos vitrais e......duas fotos (copiadas da Net) tiradas no início da construção da Catedral
 
E, finalmente, a Catedral vista do novo centro comercial

Ir para o Índice .

Uma "volta" por Nampula

Neste passeio por Nampula, muito variado, vou mostrar alguns aspectos que me chamaram a atenção. Começo na avenida Eduardo Mondlane (ex-José Cabral) pelo prédio Girassol onde, para além de um moderno centro comercial, está instalado o que me disseram ser o melhor hotel de Nampula - o Girassol Nampula Hotel. Ao longe vê-se o Cine-teatro Almeida Garrett, os prédios João Ferreira dos Santos (recentemente pintado de "rosa choque") e o ex-Nauticus.A esplanada (no 1º andar) de um dos restaurantes existentes no centro comercial GirassolDa esplanada acima, uma vista para o que penso ter sido o primeiro centro comercial de Nampula (fica em frente ao cinema, onde foi a Camisaria Dias), o coqueiro e a araucária ficam no jardim da que foi a Farmácia MarinhoVista da outra ponta da avenida Francisco Manyanga (ex-António Enes): o ex-Hotel Portugal (agora, e já há anos, instalações da MCel), o prédio JFSantos (deste lado ainda não pintado...), o cinema e, ao fundo, o prédio GirassolDescendo a avenida da Independência (ex-Mouzinho de Albuquerque) que passa entre os prédios JFSantos e ex-Nauticus, encontra-se à esquerda o posto Galp (Fabião(?) e à direita o Monteiro e Giro. Ao fundo, "a espreitar", a Serra da Mesa.Chegando ao fundo da avenida uma foto no sentido contrário (ao centro a Pensão Nampula)... Mudando para outro ponto da cidade, na avenida 25 de Setembro (ex-Presidente Craveiro Lopes) junto ao antigo Colégio Nª Sª das Vitórias, mais um dos novos hotéis de Nampula - o Hotel Milénio - e, na outra esquina...... com frente também para a avenida, a nova Mesquita de Nampula, ainda em acabamentosVista do hotel e da MesquitaA seguir três fotos de mais um novo hotel, na rua de Tete, no Bairro dos Limoeiros, o Executivo. Aspecto exterior......corredor interior e...
...piscina.
Mais uma mudança de direcção... O Mercado Municipal (o bazar, como é conhecido). Na altura da minha visita fechado por estar em obrasUm pouco abaixo, do mesmo lado, uma paragem e pintura na parede (fico a aguardar, e desde já agradeço, a tradução...)Com uma outra pintura mural termino este post. É o Café Carlos que funciona numa das entradas do antigo Internato Dantas (penso que por aqui se entrava para a residência da família)
Ir para o Índice .