quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Ida à barragem dos Pequenos Libombos, com passagem por Boane

Dia quente em Maputo! Vamos refrescar-nos um pouco viajando até à barragem dos Pequenos Libombos no rio Umbeluzi. Mas atenção, vamos só apanhar o fresco, pois na barragem não é permitido nadar, nem barcos a motor. A barragem, que alaga cerca de 38 Km2, constitui actualmente a principal fonte de abastecimento de água ao Maputo, permite a irrigação de cerca de 13000 hectares, o amortecimento das cheias e a produção, ainda que em pequena escala, de energia eléctrica.
Saindo do Maputo em direcção a Boane encontra-se na Matola esta ponte, muito bem conservada, mas fechada ao transito, pela qual, há dezenas de anos, passei dezenas (centenas?) de vezes!Antes de Boane duas fotos tiradas na berma da estrada: a primeira de vendedores de fruta (que belas e saborosas papaias, mangas, ananazes,...) e a segunda de uma cena típica - o abastecimento de água fora das grandes povoações.Já em Boane, bem sinalizada, toma-se uma estrada à esquerda que leva à barragem (na foto de satélite, que mostro a seguir, desenhei a vermelho, mais ou menos, a estrada de acesso e a que foi tomada na volta). Antes de chegar à barragem mostro alguns edifícios de Boane (as instalações militares mostro-as no regresso!)
Eis-nos no complexo turístico junto à barragem! Para além de um bom restaurante, existe piscina, alojamento e facilidades para conferências para 100 pessoas. Tudo muito verde e refrescante!Barragem vista de longe e campos cultivados nas imediações.Vistas da barragem, da descarga de água e do "lago".Passando a barragem, de volta à estrada principal (Namaacha - Maputo), esta é a placa que nos conduziria à estrada de onde viemos.Boane, primeiros edifícios das instalações militares.Porta de armas do quartel de Boane. Por aqui entraram muitos dos meus amigos que fizeram aqui a sua recruta (CSM e COM)! Seguem-se outras instalações militares...
Ir para o Índice .

5 comentários:

Anónimo disse...

Este passeio á Barragem dos Pequenos Libombos em Boane (10Km.)
foi para quem lá viveu quase toda a vida nesta linda povoação um recordar de coisas boas.Obrigada Amigo por recordar aquela Boane que me viu crescer e ser homem para jamais a esquecer.Kanimambo.
Diabinho

Anónimo disse...

Fiz a 1ª classe em Boane !!!
Assisti a muitas sessões de cinema na Messe de Sargentos.

Vivi no Umbelúzi até + ou - 1968.

Andei no Liceu António Enes.
Cursei Engenharia Química.
Saí de Lço.Marques de Dez 1974.

Manuela Deveza

Anónimo disse...

Também vivi em Boane.Vinhamos p/Lourenço Marques no "machibombo" cinzento p/Liceu Antonio Enes.Regressavamos a Boane pelas dus horas da tarde e no caminho atravessavamos a ponte da Matola e íamos ao restaurante (rapazes colegas)buscar água para as colegas.O autocarro era obrigado a para no Umbeluzi para se ir tirar mangas das árvores.Bons tempos e fratenidade entre todos.Até breve
26-02-2008

Reis-Morais disse...

Naquela ponte da Matola (em desuso já)fiz em miúdo (11, 12 anos) muitas pescarias de Domingo... levado pelo Fernando Abrunhosa (já falecido... um abraço à Esposa e Filhos!)...

Mais tarde (1973) tenho uma bela foto da minha Cara-Metade, grávida do nosso filho "coca-cola"... também ali a pescar...

Boa, João Taborda! Boas "reportagens" para todos "Nós"!
Um Abração

Jorge Ramiro disse...

Muito bela paisagem, é um lugar agradável. Eu fiz uma viagem semelhante, felizmente eu consegui alugar um apartamento muito confortável. Eu acho que o descanso é muito importante para desfrutar de uma viagem.