quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Jardim/monumento a Louis Tregardt

Este pequeno mas muito interessante monumento/jardim é, na minha opinião, o sítio no Maputo que menos mudou ao longo das últimas décadas. Situado na Av. Josina Machel (ex-5 de Outubro), muito perto da Catedral, apresenta-se bem cuidado (a sua manutenção é assegurada pela Embaixada da República da África do Sul), guardado e com horário de abertura e encerramento. Em tempos que já lá vão "garantiram-me" que este espaço era considerado terreno sul africano, tal e qual como os terrenos das Embaixadas (será verdade? quem me dá alguma informação acerca disto?).
O monumento/jardim, penso se chama Louis Tregardt Treck Memorial Garden, é uma homenagem a Louis Tregardt e aos voortrekkers (pioneiros) que o acompanharam na "aventura" que no monumento está relatada na pedra que a seguir mostro
Vista geral tirada da entrada
O baixo relevoDois pormenores do baixo relevo (na primeira foto veja-se a indicação do canteiro que esculpiu as pedras)
Pormenor do mapa no laguitoDe cada lado do baixo relevo existe, para além de um texto descritivo, o desenho de um dos navios referidos no texto da primeira foto. Este, do lado direito, está escrito em africâner (ou africânder ou afrikaans) e o navio é o Mazeppa...
...o do lado esquerdo (ampliado na primeira foto) está em português e o navio reproduzido é o Estrella de Damão.
Por fim uma outra foto em que se vê o baixo relevo, as "placas" de granito preto com os navios e o laguito (o miúdo, que com outros ali jogava futebol, foge do guarda...)
Vejam o Voortrekker Monument (Monumento aos Pioneiros) em Pretória clicando aqui

Ir para o Índice .

1 comentário:

Maria Cristina disse...

Li com muito interesse o seu artigo sobre o "Jardim das Recordacoes" (Louis Trichardt Memorial Garden) em Lourenco Marques.
Este Jardim foi erguido depois de 20 anos de investigacoes, expedicoes e estudos dos historiadores Dr Willem Punt e Alfredo Pereira de Lima (meu pai),para encontrarem a localizacao exacta do local das sepulturas de Trichardt e dos membros da sua expedicao que morreram em Lourenco Marques em 1838.
Pelos servicos de investigacao sobre a historia da Africa do Sul, meu pai foi, durante a cerimonia, louvado pela Academia de Artes e Ciencias da Africa do Sul, tendo sido o primeiro estrangeiro a merecer tal honra.
Em Fevereiro deste ano,consegui re-editar um dos livros do meu pai "Casas que Fizeram Lourenco Marques"(escrito em 1966, onde o meu pai menciona a tragedia de Louis trichardt). Para divulgar o livro criei uma pagina no facebook "Obras de Alfredo Pereira de Lima", se quiser consultar pode la ler os artigos de imprensa sobre o Jardim das Recordacoes e ate ver algumas fotografias do acontecimento. Meu pai escreveu tambem o livro "A Historia de Louis trichardt", que foi traduzido para ingles e afrikaans pelo governo da Africa do Sul ( em 1964).
Os meus melhores cumprimentos.
Maria Cristina Pereira de Lima